Barra de vídeo

Loading...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

A tribo

A tribo

Havia uma tribo que morava nas profundezas de uma caverna.
Dizem que esta tribo ficou presa na escuridão, na umidade, na ausência de perspectivas.

Depois de muitos anos, décadas, séculos, um grupo de jovens revoltados com aquela umidade, aquela escuridão e sem perspectivas, prepararam suas mochilas e resolveram percorrer o interior da caverna.

Depois de uma semana de viagem, passando por lugares estreitos, por rios profundos, lutando com monstros ferozes, eles viram um ponto luminoso, foram em direção a ele, o que hoje chamaríamos de “a boca da caverna”.

Ao chegarem lá, ficaram boquiabertos, maravilhados em ver tudo aquilo que nunca haviam visto: a luz, o calor, o sol, os pássaros, todas aquelas maravilhas das quais eles nunca ouviram falar.

Vendo tantas maravilhas, voltaram para a caverna para contar aos outros.
Mais uma semana de viagem, passando pelos mesmos lugares. Chegando diante dos membros da tribo, começaram a dizer:
- Gente, se nós formos pelo interior da caverna,será uma semana de viagem. Muitos de nós poderemos não chegar.Teremos que passar por lugares estreitos, rios profundos, mas o que existe lá vale a pena.

Começaram a descrever as coisas que haviam visto.
Quando terminaram o relato, os mais velhos falaram:

 -Eles enlouqueceram. Algum animal deve tê-los mordido. Isto não existe. Alguma coisa nesta viagem deve ter acontecido e eles enlouqueceram.
A vida é esta aqui...

Nesta tribo, a pena para quem enlouquecia era a pena de morte, e mataram todos os jovens.

A MORAL DESTA HISTÓRIA É QUE:

Nem pelo fato de terem matado os jovens, as belezas vistas deixaram de existir. Quem deixou de conhecer, foram aqueles que não dispuseram a sair de sua escuridão. Aqueles que na verdade não tiveram a coragem de passar pela semana de viagem. Aqueles que preferiram a escuridão e a umidade.

*Recebi este artigo, estou repassando.

---
Agora vamos estender o nosso BOM DIA a Cuiabá, Mato Grosso, Brasil e ao Mundo que neste momento esta precisando muito de um BOM DIA. Professora Aurelina Haydee do Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dica: Quem não tem senha no Google/Gmail clique:
Comentar como: "Anônimo"
deixe seu nome, cidade e comentário.