Barra de vídeo

Loading...

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Poesia - Boi-Pá.

Achaste mel? Come o que te basta. (Provérbios CAP. 25 verso 16a)

Filho meu, saboreia o mel, porque é saudável, e o favo, porque é doce ao teu paladar (Provérbios CAP.24 verso 13)

Poesia - Boi-Pá.
Aurelina Haydêe do Carmo

Doce lembrança,
Saudade dá,
Dos tempos de criança,
Lambuzando um Boi-Pá.

Doce de abóbora madura,
Cozida no melaço
Derretido da rapadura.
Gostoso igual um abraço.

Boi–Pá ...Doce cheiroso,
Com pedaços de canela,
Muito prazeroso,
Pronto! Não sobra nada na panela.

Vamos mostrar aos visitantes,
Um doce que é, só nosso.
Todos querem aprender,
Faz fila para comer.

Boi – Pá não engorda.
Come-se com ética,
Desde a hora que acorda,

Nem precisa de dieta.

---
Agora vamos estender o nosso BOM DIA a Cuiabá, Mato Grosso, Brasil e ao Mundo que neste momento esta precisando muito de um BOM DIA. Professora Aurelina Haydee do Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dica: Quem não tem senha no Google/Gmail clique:
Comentar como: "Anônimo"
deixe seu nome, cidade e comentário.