sexta-feira, 22 de maio de 2015

Fiquei feliz

Fiquei feliz
Conto por Aurelina Haydêe do Carmo
Na concessionária esperando o veículo, o atendente mostra detalhadamente os serviços efetuados e o preço. Com espanto, mas sorridente  pois não suspeitava que a revisão iria ficar tão onerosa.

Passa horas com o atendente negociando, até ambos chegarem a um consenso. Nisso outro que também esperava a sua vez, observava de longe, sentado a um dos sofás.

Feito o acordo, passa o cartão, dá uma olhada para os presentes e despede com uma Boa Tarde a todos. O atendente segue-a até ao seu carro e entrega a chave.

Depois de ter dado a partida, surge um senhor meio acanhado tirando da sua pasta preta de couro – um livrinho. Entrega dizendo “um presente para você”.

Pega o livro com sorriso nos lábios e agradece. Chegando em casa, desfolhou o livro. Achou muito interessante e instrutivo. Mas, como estava na hora do almoço, leu a 1ª página, pois o título era muito bom. “O desafio de terminar bem cada dia”, assim o comentarista José Carlos dos Santos, diz: “Os dias nos reservam momentos variados, podendo ir do bom para o ruim em instantes.

De pequenas ocorrências a grandes acontecimentos, somos surpreendidos em meio às atividades cotidianas por todo tipo de situação que ameaça a nossa paz interior e compromete a nossa alegria. Independentemente do que aconteça, o nosso dia a dia pode terminar bem, dependendo de como aplicamos em nossas vidas os ingredientes da sabedoria que nos são reveladas pelo Espirito Santo de Deus em sua palavra... (e assim por diante, palavras lindas).


Vale a pena ler o livro todo.

Conto por Aurelina Haydêe do Carmo
---
Agora vamos estender o nosso BOM DIA a Cuiabá, Mato Grosso, Brasil e ao Mundo que neste momento esta precisando muito de um BOM DIA. Professora Aurelina Haydee do Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dica: Quem não tem senha no Google/Gmail clique:
Comentar como: "Anônimo"
deixe seu nome, cidade e comentário.