sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Boa Noite (poesia)

Boa Noite(poesia)
Aurelina Haydêe do Carmo











Com a noite de estrelas,
Faço poemas para elas.

Com a noite de chuva,
Tenho medo do trovão que rufa.

Com a noite de Lua Cheia,
Durmo a noite inteira.


Com a noite escura,
Perco a compostura.

Com o fim da noite,
Levanto rápido como açoite.

O dia clareou!
Vamos trabalhar, meu senhor.


Agora vamos estender o nosso BOM DIA a Cuiabá, Mato Grosso, Brasil e ao Mundo que neste momento esta precisando muito de um BOM DIA. Professora Aurelina Haydee do Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dica: Quem não tem senha no Google/Gmail clique:
Comentar como: "Anônimo"
deixe seu nome, cidade e comentário.