Barra de vídeo

Loading...

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

NO BATENTE

NO BATENTE.
Aurelina Haydêe do Carmo
Senta no batente da porta,
E começa a ler.
Ler, ler, reler.
Gostar é o que importa.

Deslizo com o polegar.
Linha por linha do texto.
E, assim não deixo,
Nenhuma letra passar.

Sentadinha no batente,
Leio para muita gente.
E, o povo a escutar.

Versos, poesias e contos,
Faz no batente o encontro,

Lugar que todos querem ficar.

Aurelina Haydêe do Carmo

Agora vamos estender o nosso BOM DIA a Cuiabá, Mato Grosso, Brasil e ao Mundo que neste momento esta precisando muito de um BOM DIA. Professora Aurelina Haydee do Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dica: Quem não tem senha no Google/Gmail clique:
Comentar como: "Anônimo"
deixe seu nome, cidade e comentário.