sexta-feira, 22 de abril de 2016

A Terra Brasileira Augusto de Lima 1860-1934

A Terra Brasileira
Augusto de Lima
1860-1934

Pátria que tens no nome a rubra cor da aurora
E no verde pendão que o globo azul decora
A eterna primavera alçando em núcleo de ouro,
O Cruzeiro do Sul guardas como um tesouro,
És a Pátria ideal, pacífica e altaneira,
O país da aliança – a Terra Brasileira!

Na Terra Brasileira as aves quando cantam,
Em êxtases de glória as almas se levantam.
As belezas sem-par da natureza inteira
Vem todas coroar-te, ó Terra Brasileira!
Fulgores aurorais, crepúsculos dormentes,
Noites de sonho azul e de astros esplendentes,
Céu que o prisma desenha em mágica pintura,
Rosto de criador sorrindo à criatura,
Vinde  todos gozar essa visão fagueira
No horizonte, sem fim, da Terra Brasileira!

És grande e foste grande, agora e no passado.
De heroísmo e amor és berço e túmulo sagrado!
Serás ainda maior, pregando à  humanidade
O trabalho, a ciência, a paz e a  liberdade
E ao clarão estelar da trêmula bandeira,
Hás de sorrir feliz, ó Terra Brasileira!

Augusto de Lima
1860-1934

Agora vamos estender o nosso BOM DIA a Cuiabá, Mato Grosso, Brasil e ao Mundo que neste momento esta precisando muito de um BOM DIA. Professora Aurelina Haydee do Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dica: Quem não tem senha no Google/Gmail clique:
Comentar como: "Anônimo"
deixe seu nome, cidade e comentário.