sexta-feira, 27 de julho de 2018

O trânsito

O trânsito - Dia do Motociclista -27 de julho
Conto por Aurelina Haydêe do Carmo

Enquanto esperava as horas passar, aproveitando o tempo, estacionou o carro e começa a sentir aquela exuberante manhã de sol e de esplendor.

Que estação linda! Clima impecável, o suave vento balançando as folhas das arvores e o gorjeio dos pássaros, quando sua atenção foi despertada para uma sirene, no início achou que era uma ambulância, ficou transtornada, alguém teria sido atropelado e viu que apressadamente o veículo pedia passagem.

Quem será? Algum amigo? Conhecido?  Homem? Mulher? Adolescente? Criança? Muitos que transitam por ali são conhecidos de longas datas.

Não importa era um ser humano. Quanta tragédia, quantos planos adiados ou talvez nunca mais resolvidos.

Estava tão transtornada, quando alguém bateu no vidro do carro e disse:
- Senhora o seu serviço esta pronto.

Ah, eu até esqueci de contar porque ela estava ali - Estacionamento de uma Universidade Federal que ostenta várias câmeras, lugar seguro.

Como o seu serviço já estava pago, abriu o porta-malas do carro e agradeceu o portador.

Voltou para casa, pegou a grande Avenida, mas aquela linda manhã que prometia descanso, foi tumultuada, o ocorrido não saía da sua memoria. Voltou pensando:

- Quem seria aquele ente que estava sendo transportado a um hospital de emergência?


Ainda com o pescoço meio duro, olhou para traz e a multidão ainda se aglomerava, pensou: fatos como esse acontecem de minuto a minuto nas grandes e pequenas cidades do nosso Brasil. Quando será que as pessoas vão acabar com a correria e ter mais paciência no TRÂNSITO?
Conto por Aurelina Haydêe do Carmo

Agora vamos estender o nosso BOM DIA a Cuiabá, Mato Grosso, Brasil e ao Mundo que neste momento esta precisando muito de um BOM DIA. Professora Aurelina Haydee do Carmo